MENU

terça-feira, 2 de agosto de 2016

A Magia Real

Diário de Busca - W-Souza.


*Parceria com Autores*

Adicione no Skoob

Título: Diário de Busca
Autor/a: W-Souza
Editora: Chiado
Páginas: 342

Sinopse: O incansável explorador dá de ombros e não se deixa abater, tentando demonstrar maturidade e controle. Eval tinha razão, muito ainda estava por vir, aquilo era só o começo.
Aprendeu com sua mãe a ser persistente, a lutar pelo que acredita, e pensou: É como dizia um velho amigo - Para o obstinado, o tropeço é apenas um empurrão para seguir em frente.
Agradeceu, despediu-se, pegou a mochila, e virando a aba do boné para trás, gesto que fazia quando estava indignado, partiu, sorrindo apenas para a secretária.
Jamais desistiria, não era o perfil dos Di Carlli. Dali foi direto para a biblioteca preparar o material para uma próxima possível expedição.

****************

Uma leitura que nos conta a história de algumas gerações, começa com o sonho de um jovem de se tornar Arqueólogo, quando na verdade a mãe quer que ele siga o sacerdócio. Nada contra os desejos que os pais querem que seus filhos cumpram, mas achei um pouco exagerada a mãe dele, mandá-lo para um internato só porque ele colecionava pedras. E a maneira com que ele foi tratado por lá, me deixou triste de pensar que realmente lugares assim existiram, até quem sabe ainda existam.

No entanto Leopoldo não é de se abalar, ele faz o que a mãe deseja, mas não desiste de seu sonho. E a persistência dele é o que nos motiva a ler página, após página. Seu sonho e desejo são tão fortes, que por mais que tudo seja sempre adiado, ele segue adiante.

Conforme Leopoldo vai perdendo seus entes queridos, seu neto é alguém que ele vai ajudar e muito. Alguém que ele poderá passar seu legado e a naturalidade com que isso ocorre é tão simples e complexa ao mesmo tempo que nos perguntamos, como chegamos a uma viagem no espaço com tantas complicações e se seria possível todo esse universo que foi criado.

A leitura é leve, quando Tony neto de Leopoldo, descobre o "Pérola Negra" e decide se dedicar para dar seguimento ao projeto do avó, sabe que terá um caminho longo a percorrer, o que ele nem imagina é que ele faz parte do grande jogo do destino, nada é por acaso. 

Nessas páginas encontramos um pouco de tudo, sonhos, amores, inveja, ódio, tristezas e claro alegrias. Afinal nem todo ser humano é racional e está pronto para evoluir, por isso o receio de muitas vezes tudo ser tão oculto da população. Muita gente não lida bem com o novo e acaba metendo os pés pelas mãos. Houve uma parte na obra, onde certo personagem pergunta se ele confiava nos outros de sua raça. E sinto dizer, mas conhecendo o mundo como é até agora, eu também não confiaria em ninguém. 

E como dizem, se as pessoas são evoluídas não precisam de provas e sim acreditar na palavra de quem está contando os fatos. Fiquei tão impactada com essa cena, que fiquei me perguntando quem confiaria cegamente nos dias atuais em uma simples história. No momento só posso lhes dizer que somente um sonhador. Porque uma pessoa pode ser tachada de louca, dependo do que falar. Mas até onde cada um está disposto a acreditar?

Sei que entro demais nas histórias que leio, mas é impossível não sonhar e imaginar tudo que li. Porque o que nós hoje queremos é isso, alguém que corra atrás dos próprios sonhos, que seja crente no que faz e que o reconheçam por ser quem é. O amor, a amizade e os problemas são partes da vida, a questão é como cada um vive a sua.

Eu recomendo a leitura e mesmo pensando que a obra poderia ser uma série de alguns livros, me contento em preencher as lacunas com a minha imaginação e somente curtir tudo que vivi. Agradeço o contato dos autores e só posso lhes desejar um baita sucesso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário