MENU

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017


Resenha "Diário de Busca"Livros, a Janela da Imaginação.






Classificação

Informações do livro
Titulo: Diário de busca
Autor/a: W. Souza
Editora: Chiado
Gênero: Literatura nacional/Ficção
Livro enviado para resenha com autor W. Souza.
O incansável explorador dá de ombros e não se deixa abater, tentando demonstrar maturidade e controle. Eval tinha razão, muito ainda estava por vir, aquilo era só o começo.
Aprendeu com sua mãe a ser persistente, a lutar pelo que acredita, e pensou: É como dizia um velho amigo - Para o obstinado, o tropeço é apenas um empurrão para seguir em frente.
Agradeceu, despediu-se, pegou a mochila, e virando a aba do boné para trás, gesto que fazia quando estava indignado, partiu, sorrindo apenas para a secretária.
Jamais desistiria, não era o perfil dos Di Carlli. Dali foi direto para a biblioteca preparar o material para uma próxima possível expedição.


Resenha Diário de busca

Recebi esse livro em parceira com os autores Wolnéia Sousa e Wânio Souza que são irmãos e lançaram o livro pela editora Chiado, a premissa do livro chamou a minha atenção e foi uma leitura muito interessante.

A história começa com Leopoldo Di Carli na década de 20 em Roma, um garoto muito amado por seus pais, um pai médico dedicado e sua mãe dona Leopoldina que trabalhava em uma biblioteca, local onde Leopoldo passava horas perdidos nos livros, quando não estava se divertindo com seus amigos. Seu passatempo preferido era ir na biblioteca e mergulhar nas páginas do livro onde seu fascínio pelas civilizações antigas ele alimentava um sonho de ser arqueólogo e poder pesquisar mais a respeito.


Tudo parecia tranquilo, até que um dia seu pai adoece e vem a falecer, e a rotina na casa muda totalmente, mãe e filho ficam abalados com a perda, Leopoldo muda seu comportamento, antes era um garoto alegre e cheio de vida, e agora se tornou um garoto recluso, que não ligava mais para os amigos e que buscava refúgio nos livros, assim sua admiração por arqueologia fica mais evidente, e sua mãe se assusta com seu comportamento e descobre uma coleção de pedras em seu quarto, ela não aceita o fato que Leopoldo amava arqueologia, e transtornada manda o filho para um internato onde padre Hélio fica responsável para colocar ele na linha.


Esse período que fica longe de casa, ele sofre os piores castigos, sua mãe desconhece totalmente o mal tratos que ele sofria, mas Leopoldo é um garoto forte, e para agradar a sua mãe ele aceita estudar para ser um sacerdócio. Anos se passam ele está mais velho, seu retorno para casa e o perdão entre mãe e filho não o faz desistir de ser um grande arqueólogo, e após a morte de sua mãe ele começa suas viagens e pesquisas ao redor do mundo sempre à procura de respostas por tudo que ele via e documentava a cada expedição.


Assim conhecemos uma história que atravessa gerações, Leopoldo se torna um homem importante, se casa, tem um filho, neto, e convive com perdas irreparáveis no decorrer de sua jornada. Mas ele é uma pessoa forte, determinada a descobrir as mensagens ocultas que ele descobre em cada viagem, ele relata tudo isso a sua querida esposa Layla que sempre o apoiou, seus grandes amigos que sempre acreditaram em suas palavras. E mesmo depois de tantas perdas e tragédias ele tem o consolo de ter seu neto Antônio Di Carli ao seu lado.


Diante dos estudos que seu avô realizou em suas viagens ele faz uma grande descoberta, Leopoldo já está com idade avançada, mas sabe que seu sonho não irá morrer, Antônio Di Carli será a pessoa que continuará o sonho e a determinação do avô.

O começo dessa história é um relato feito por Leopoldo de Carli, portanto teremos pouco dialogo, no entanto, a narrativa detalhada de forma sutil dos autores torna interessante a história de vida desse personagem, uma pessoa inteligente e determinada. Conforme os anos se passam percebi a evolução das décadas, os assuntos relacionados a arqueologia e ufologia são descritas de uma forma a ilustrar uma fantástica história sobre vida extraterrestre, os sinais recebidos das civilizações antigas e descobrir o rumo certo para saber se existe vida em outros planetas.


É um livro que me surpreendeu em vários aspectos, um livro feito as duas mãos muito interessante, que mescla momentos de calmaria no início do livro para momentos de ação no final, com novos personagens inseridos na história a medida que os anos se passam. Não economizam nos detalhes técnicos para ilustrar a narrativa, e foram bem sucintos ao passar ao leitor a visão de uma história de descoberta. Um livro que mescla ficção cientifica e romance de forma crível, cenas descritas com ação e emoção que me deixou muito satisfeita com essa leitura. O final da história passa uma mensagem muito importante, sobre evolução dos seres humanos, o criador do universo e de como ainda não estamos preparados para descobrir os mistérios que o universo contém.


Mostra como ainda temos que evoluir como pessoas, lidar com sentimentos mais profundos e ter discernimento que uma evolução exige que todos se unam e queiram o melhor para os seus semelhantes, é o tipo de leitura que te faz refletir.